domingo, 10 de maio de 2009

Sexo ecologicamente correto

Galera este assunto é "forte" e já foi tratado até pelo Fantástico no final do ano passado!

Imagina esta situação: sábado, depois da balada, aquela pessoa da faculdade decidiu sair contigo (depois de trezentos convites e duzentos
sms) na balada, tudo bem: beijos, uma mão por aqui e outra por lá, tudo fica meio caliente, daí você resolve levá-la para o seu apartamento. A final, tudo estava meio que planejado, o teu amigo (que divide o apartamento contigo foi para o interior visitar os pais) e o clima está perfeito… ao chegarem ao quarto ela desliga a luz (até ai tudo bem, às vezes é a melhor opção) e você, todo empolgado toma a iniciativa, então ela pára tudo procura na cama o selo do IBAMA certificando que a madeira é legal. Não o encontra, então, ela decide que não vai para essa cama ecologicamente incorreta… Vamos para a cozinha então (nada melhor do que uma boa pia para uma boa noite, e porque não aproveitar algumas frutas, ou até aquela cobertura que sobrou do sorvete da sexta-feira) e ao tomar aquele morango para começar o ritual ela te pergunta se essa fruta é orgânica, caso contrário ela não aceita usar esse “apetrecho” sexual. BROCHANTE!!!!!!!! Não? Pois é, a pessoa leu, ou pelo menos está tentando fazer um sexo ecologicamente correto (???)



E daí você me pergunta: o que p… é essa de sexo ecologicamente correto??? Calma, nada mais é do que uma serie de sugestões pensadas (????) pela ONG mais conhecida, que se dedica a cuidar do planeta, do verde, da ecologia. Pois é, você teve a sorte de pegar uma militante.
Os mexicanos, na página do site da ONG no país, inovaram nesta área ao publicarem dez sugestões que fazem parte de um guia ecossexual. Quando li sobre a existência deste manual fiquei curioso para ver quais as sugestões de alguém, que pensa verde, poderia dar para fazer esta fusão (sexo e ecologia). Minha mente poluída logo, logo pensou: putzzzzzzz, agora vão sugerir que reciclemos os preservativos após serem usados. Daí, fui até o site, indicado pelo programa Podsex da MTV, e li os “10 mandamentos” ecossexuais.



Vejam a seguir quais são com os meus comentários:



1- Apagar as luzes na hora H… Hummm como já disse, dependendo da pessoa é melhor. Se você teve a sorte de pegar um cara-camarão, siga este mandamento do ONG, será muito útil.

2- Frutas? Só se forem sem agrotóxicos, só orgânicos. Na boa, alguém, por acaso, na hora do tesão vai se preocupar por isso????



3- Evitar mariscos e furos do mar, por estarem em perigo de extinção. Convenhamos, alguém ainda acredita que isto é um Viagra natural? Metrossexual que cuida do corpo não precisa disto.



4- Amor reciclado. Esta parece ser uma iniciativa legal para aproveitar tudo o que possa ser reciclado… mas, daí até tentar aproveitar uma lata reciclada na hora H… hummm, sei, não?



5- Usar lubrificantes naturais, a base de água. Não aqueles que sejam derivados do petróleo. O site, ainda, sugere que a língua é o melhor instrumento para isto (a famosa cuspida). Mas é preciso ver se aquela região amazônica foi devastada ou não rsrssrsr.



6- Escravo da paixão e não do petróleo. Acho isso bem legal. Eu mesmo me recusaria a usar couro, ou alguns “instrumentos” que usaram como base o petróleo. Na boa, alguém precisa disso?



7- Economizar água tomando banho juntos. Concordo e discordo… quero dizer concordo que é demais tomar banho juntos, usando o mesmo sabonete e ….. mas, acho que o tempo de banho dura mais, muitoooooooo mais… isso sem contar a banheira ou o ofurô.



8- Cama sustentável. Antes de começar o rale-e-rola, precisas certificar-te que a cama tenha os selos certificados do IBAMA, do IMETRO, do ISSO 2008, e até do vaticano… Poupem-me!



9- Sexo verde. Este é o mais bizarro dos “mandamentos”. É para os adeptos do spaking. O preceito disse que antes que o parceiro comece a te bater (ou vice-versa), você precisa (ou ele precisa) ver se a madeira com a que foi feita essa pá foi aprovada pelo IBAMA. Pode??? Um tapinha não dói, mas uma paulada, acho que sim. Tô fora!!!



10- Faça o amor e não a guerra. Este é o melhor de todos… de fato, acho que deve ser um porre tentar seguir esses “mandamentos” a risca, mas, uma coisa é verdade, no momento em que comecemos amar a nós mesmo e aos outros cuidaremos mais de nosso ecossistema, e assim termos um planeta muito, muito melhor.

E ainda pra quem quiser conferir tem até um vídeo feito pelo prórpio Greenpeace, chamado Forest Love, que mostra direitinhu como funciona esta história de sexo ecológico!! rsrsr...




video
Só por curiosidade, os produtos ecologicamente corretos invadiram a vida sexual dos americanos. Empresas tidas como referência no setor do erotismo, como a Big Teaze toys e Sensua Organics, tem apostado alto em produtos orgânicos. Os vibradores atuais não utilizam mais o composto químico ftalato, que dá ao plástico consistência macia, mas é altamente poluente. Os óleos de massagens usam fragâncias orgânicas, assim como os lubrificantes.


Alguns fabricantes de calcinhas e roupas íntimas utilizam fibras de bambu em sua confecção. Outros materiais como hemp e cânhamo são utlizados em fábricas de lingerie eróticas inglesas, enquanto a Condomi, fábrica alemã de preservativos, usa essência natural de morango (em substituição aos aromatizantes químicos) para dar cor e sabor à suas camisinhas .


Infelizmente,algumas empresas fabricantes de preservativos, usam pele de carneiro em substituição ao látex, e a cada oito vibradores comprados nos EUA, sete são fabricados com plásticos como PVC.De qualquer forma, a indústria de materiais eróticos está conquistando um novo nicho do mercado, que pertence aos consumidores com exigências ambientais .
Viva o sexo verde!.. desculpa... foi mais forte do que eu. rsrsrssr

2 comentários:

  1. Ahhhhh
    Fala serio.....
    O povo mal usa camisinha como deveria, vai se lixar pra madeira da cama?

    Me diz uma coisa? Como assim mexicanos seus conterrêneos?

    An an an?

    ResponderExcluir